Acerca de mim

A minha foto
Maia, Porto, Portugal
Praça Dr. José Vieira de Carvalho, 45 - 2º Esq./Traseiras, "Edifício Lidador" 4470 - 202 MAIA (frente à Câmara Municipal da Maia).

QUEM SOMOS?

QUEM SOMOS?

O Grupo de Estudos Espíritas Nova Sagres é uma Associação constituída por pessoas da Maia e arredores, que se interessam pelo estudo, divulgação e a prática da Doutrina Espírita, codificada por Allan Kardec.

Nosso Objectivo:

NOSSO OBJECTIVO:

Contribuir, através do estudo e divulgação do Espiritismo, para que todos os habitantes deste nosso planeta Terra encontremos a razão da nossa existência.
De onde vimos, para onde vamos e porque estamos aqui hoje!
Porque é assim a nossa vida! O que poderemos fazer para a melhorar!

Horário

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

> Segunda-feira: (Público)

19:00 às 20:45 - Atendimento Fraterno.
21:00 às 22:30 - Estudo Básico da Doutrina Espírita.

Nota: Na 1.ª Segunda-feira de cada mês, o Estudo será substituído pela exibição de um Filme ou Documentário de caracter Espiritualista.

> Terça-feira - Encerrado.

> Quarta-feira: (Público)
19:00 às 20:45 - Atendimento Fraterno.
21:00 - Exposição Espírita (Palestra) seguida de Passe.

> Quinta- feira: (Privado)
21:00 às 22:30 - Estudo Avançado.

> Sexta-feira: (Privado)
20:50 às 22:30 - Reunião de Trabalhadores.

> Sábado e Domingo - Encerrado.

> Atendimento por marcação - (fora do horário normal de atendimento)
Diamantino Cruz - Telem. 96 984 29 29





Contactos

CONTACTOS:

E-mail: gee.nova.sagres@gmail.com

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Discernimento


Discernir para não errar. Discernir para não mal julgar. Discernir para auxiliar. Discernir para servir. Discernir para nunca usar a energia interna de forma contrária às Leis Divinas.

Discernir, mobiliza conscientemente o livre arbítrio. Deste modo, estaremos a procurar, conscientemente, não errar. Conscientemente, tornamo-nos altruístas, solidários, fraternos, humanos na aceção mais nobre da palavra.

Discernimento caracteriza o homem que pensa com a única lógica verdadeira, a lógica do amor universal.
Psicografada em 2018/01/12

Serenidade


Sereno seja o teu gesto!

Sereno seja o teu olhar!

Serena seja a palavra!

Sereno o teu respirar!

O desafio da existência terrena é manter a serenidade no dia-a-dia da adversidade. Sejam como as árvores que resistem ao temporal, quando fortemente sacudidas, como os barcos que seguem à superfície nos dias de tempestade!

Na vida da Terra, todos os homens estão sujeitos a abanar, a escorregar, a cair, mas, que a serenidade comece a ocupar o lugar da desistência, do desânimo e da revolta! Só essa serenidade permite, ao homem, reunir esforços para encetar a renovação, o reajuste, a mudança. Só assim, não perderá tempo e energia desnecessários com atitudes e sentimentos contrários àqueles que o fazem ressurgir das cinzas e manter-se firme ao leme da sua vida.
Psicografada em 2018/01/12

Mundo Interno


Em cada homem existe, escondido, um enorme segredo: o seu mundo interno. Esse mundo interno, contém a sua verdadeira essência, tanto de luz como de sombra.

O homem pensa que o seu mundo externo é o seu mundo real e que o seu mundo interno é uma espécie de ficção e imaginação; nada existe de tão equivocado! O seu mundo externo é palco de experiências na aplicação do que constitui o seu mundo interno. O seu mundo interno é imenso e infinito, integrado com todo o Universo. É o local onde efetuamos as mudanças, as aprendizagens, o palco da aquisição de conhecimento, a integração das leis imutáveis.

A cada momento podemos espreitar por uma fechadura e vislumbrar a imensidão desse mundo interno. O desafio é encontrar a chave e abrir, de vez, a enorme porta que serve de barreira à nossa aceitação desse mundo interno como sendo o nosso mundo real e verdadeiro.
Psicografada em 2018/01/12

Medo


O medo é um excelente instrumento de auxílio ao homem de consciência ainda latente. Auxilia-o a preservar-se, a acautelar-se, a precaver-se perante o desconhecido ou situações adversas. Auxiliando no desconhecido, ajuda a assegurar a existência na nova experiência; nas situações adversas, ajuda a preservar o homem na melhor forma de as experienciar. Na aquisição do conhecimento e consciência, o medo vai, lentamente, dando lugar à reflexão. Num futuro de consciências despertas não existirá mais o medo, já que deixa de haver lugar à existência adormecida. O homem, que quer acordar a sua mente e o seu espírito, deve reflectir nos seus medos, pois, só essa reflexão lhe permitirá dissipá-lo, lentamente, como um nevoeiro que subtilmente se vai para deixar um pleno dia de céu azul.
Psicografada em 2018/01/12

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Confiar Sempre


Confiar na Providência Divina é bálsamo para o espírito. Para que essa paz, realmente, ocorra, a confiança deve ser refletida e não, cega. Só a confiança refletida nos mostra que os caminhos são de luz. Na confiança cega, não há suporte firme para apoio, pois, a reflexão está inexistente. Este é o motivo pelo qual tantos homens, irrefletidos, confiam cegamente em outros homens que se endividam gravemente na equivocada orientação de “massas”.

Refletir sempre para confiar sempre!

A confiança é entrega ao Divino, quando aceitamos que, da nossa parte, estão alcançados os nossos limiares de força, entendimento e ação. Essa entrega, traz-nos a paz interior.
Psicografada em 2018/01/05

Mudar a perspetiva


Existem muitos conceitos que o homem tem e que precisa de os avaliar sob uma nova perspetiva: um exemplo é o conceito de “fim”. O fim, não existe. Existe apenas o início. O conceito de “fim” dos homens implica algo terminado, seguido de vazio; no entanto, no universo, existem inícios. Se o homem integrar bem o conceito de início, deixa também de existir o fim para si. A partir desse momento, o infinito abre-se-lhe: a morte, deixa de ser o fim, passa a ser o início da próxima etapa; a perda de alguma coisa ou de alguém passa a ser o início de mudança de paradigma que lhe trará novidades; o fim de algo passa a ser vivido como o princípio de algo ainda melhor. Se o homem crescesse com este conceito bem entendido, as etapas da vida suceder-se-iam, umas após as outras, sem que o homem alguma vez sentisse perder forças, vitalidade, objetivos. O envelhecimento seria a etapa mais gratificante da sua vida. A própria morte seria encarada com mais simplicidade, sem medo, com mais resignação e, acima de tudo, com consciência de um novo início. Na vida de cada ser, o Pai proporciona vários inícios, pena é que muito poucos conseguem entender essa oportunidade, os caminhos novos, as portas abertas. Ao entender como um “fim”, o homem perde a perspetiva de captar as novas dimensões e reduz-se à pequenez do seu entendimento. É preciso abrir a consciência a novos conceitos: é o início do caminhar para a luz, nas suas múltiplas e infinitas dimensões.
Psicografada em 2018/01/05

Reflexão


Os tempos que se avizinham são de reflexão. Para quem já entende o caminho da espiritualidade, a reflexão é a melhor forma de dar orientação aos passos.

Reflectir antes de falar. Reflectir antes de agir. Reflectir sempre, para preparar hoje o amanhã. O melhor conselho que podemos dar ao nosso irmão, tenha ele o credo que tiver, a escolaridade que tiver, a posição social que lhe couber, enfim, seja qual for o seu contexto de existência, será sempre o de valorizar a reflexão.

Ao reflectir, o homem exercita a razão, o discernimento, a lógica dedutiva. A reflexão está também intimamente ligada ao sentimento, à emoção, pois estes factores concorrem na orientação da reflexão. Assim, deve o homem cultivar a reflexão: mesmo que esta o leve por caminhos que ainda carecem de correcção, o homem aprende a retrospectivar o raciocínio e a emoção que o levaram ao caminho errado, a avaliar o ponto de divergência, identificar qual o motivo do erro. Deste modo, pode corrigir raciocínios, deduções, sentimentos e iniciar novas tarefas, acções, condutas. A reflexão torna o homem consciente do exercício do seu livre-arbítrio e do rumo dos seus passos. É urgente acordar a humanidade adormecida para a reflexão.
Psicografada em 2018/01/05

sábado, 6 de janeiro de 2018

Dores de Crescimento


Todos conheceis as dores de crescimento quando ainda jovens. São as dores físicas de quem está a crescer e a transformar-se de criança em adulto. Depois de adulto, essa dor já não existe, pois a maturidade e o crescimento pleno foi alcançado. À semelhança dessas dores, outras existem que são pronuncio do vosso crescimento espiritual, porém, muitas vezes, incorretamente observadas por vós. Atentai à dor-crescimento que não é dor-reação. A dor-reação é a dor que advém de uma ação equivocada. A dor-crescimento é a dor do exame final de toda uma lição, aparentemente, já aprendida. Atentai a esses exames e bendizei-os! Muitas vezes, julgais de forma errada e perdeis a lição por esse mesmo motivo. De vez em quando, a dor crescimento visita-vos para que possais relembrar a lição já aprendida. Aceitai-a com carinho! Identificai-a com bom senso! Ao fazer esse exercício ireis perceber que já há menos provas e mais exames na vossa caminhada. A diferença entre a dor de crescimento física e espiritual é que a primeira, cessa com a maturidade física, a dor-crescimento espiritual há-de acompanhar-vos nas vossas sucessivas etapas do percurso de ascensão ao infinito. Quanto mais consciente for, mais bem aceite será.
Psicografada em 2017/12/29

Boa vontade


Boa vontade é força impulsionadora para a boa acção. Boa vontade conjugada com determinação, são condições propícias ao empreendimento bem-sucedido. Para quem já vislumbra a espiritualidade, mobiliza facilmente a boa vontade no auxílio e dedicação ao necessitado. Torna-se tarefa fácil pela condição de conhecimento de um e sofrimento de outro, o que deixa uma agradável sensação de tarefa bem-sucedida. Porém, onde está a boa vontade no auxílio interior? A boa vontade na auto-aceitação? A verdadeira boa vontade mede-se na sua aplicação a si próprio. Se bem aplicada, pode ser avaliada pela repercussão. Assim, quando há boa vontade na aceitação dos irmãos mais difíceis, inflexíveis e duros, equivocados e espiritualmente doentes, isto mostra que a boa vontade já é aplicada a si próprio na auto aceitação.
Psicografada em 2017/12/29

Mensagem de Natal


Que mensagem encerra o Natal?

Se cada homem parasse um pouco em algum momento da azáfama da quadra natalícia para reflectir: “afinal o que é o Natal?”, provavelmente, lá bem no íntimo da sua alma, encontraria um vazio pois, para além das frases comuns, não conseguiria dizer o que lhe vai, realmente, na alma. Por este motivo, o Natal passou a ser mais uma comemoração festiva com a família, no entanto, desprovida da profundidade real da quadra. Para o natal ser Natal, cada homem deveria sentir a luz renascer no seu coração e, para aqueles que dizem, “o Natal é quando um homem quiser”, então, a luz renasceria a cada momento desse querer, dessa vontade.

No futuro de consciência universal bem integrada em cada homem, haverá menos árvores enfeitadas, presépios, luzes e presentes e mais luz Divina no coração, gentileza no ser, harmonia no conviver, felicidade no ser.

Natal, será todos os dias, a todas as horas. Possa o homem crescer em maturidade espiritual para começar a substituir símbolos externos por essências internas. Só assim, o natal será um verdadeiro Natal!
Psicografada em 2017/12/22

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Quem vê "Caras"


“Quem vê caras, não vê corações”: diz a vossa sabedoria popular. Se conseguísseis ver o alcance desta máxima, seríeis bem diferentes! A vossa imagem, o vosso semblante, a vossa apresentação, os vossos modos, enfim, toda a vossa atitude externa pode estar, na maioria das vezes, em desajuste com a vossa atitude interna. O homem criou os códigos de conduta para que a convivência com os demais fosse mais harmónica e agradável; no entanto, mesmo com todas essas regras, e até códigos morais, todos precisam de aproximar a atitude mental à imagem que querem transmitir.

Ao ver caras, o homem deveria ver corações, pensamentos e energias! O convite da regeneração, é tornar o homem igual na sua cara, no seu coração e no seu pensamento. Só assim novas características poderá revelar: capacidades mediúnicas e telepáticas, em sintonia com o novo estado de iluminação interior. Se hoje mesmo, a cada um de vós, fosse dada a telepatia e a leitura da mente do vosso irmão, neste mesmo momento, a humanidade estaria irremediavelmente comprometida. Quão sábia é a Providência Divina que a todos resguarda de danos maiores e, pacientemente, aguarda o vosso despertar!
Psicografada em 2017/12/15

Sabedoria e Conhecimento


Conhecer é ter consciência de algo: seja material, seja conceptual. A profundidade do conhecimento adquirido faz de nós especialistas nessas matérias e conceitos; no entanto, por si só, o conhecimento, mesmo profundo, fica limitado.

A dificuldade do conhecimento revela-se sempre que, aliado a ele, não se manifesta a sabedoria.

A sabedoria é a perfeita integração do homem com a pureza e a simplicidade das leis universais e imutáveis. Sempre que o conhecimento, mesmo aprofundado, teórico ou tecnológico, encontra barreiras de difusão expansão, significa que pertence a um tempo e espaço determinados, findos os quais, se tornará ultrapassado.

Se tiveres que escolher entre ser conhecedor ou sábio, procura ser conhecedor da tua arte, profissão, especialidade e sábio no teu ser interno! Isto mostra o motivo pelo qual não é o saber livresco e académico que torna os homens “espíritos aprimorados” pois, certamente, havereis de encontrar uns quantos irmãos no decorrer da vossa jornada que, sendo simples nas oportunidades que a vida material lhes proporcionou, são pérolas no seu espírito, denotando uma grande sabedoria interior.
Psicografada em 2017/12/15

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Paz de espírito


Quando de achas em meios onde o desassossego e a desarmonia imperam, recolhe-te ao teu íntimo, faz uma ligeira prece e canaliza um pouco de tranquilidade no teu sorriso, no teu silêncio, no teu não julgamento. Perante os tempos conturbados que atravessas, silencia as críticas aos demais que hoje mostram atitudes infelizes. Outrora, já precisaste que irmãos mais esclarecidos fizessem o mesmo por ti. Pede o auxílio dos irmãos de luz para esses irmãos sedentos de entendimento maior. No teu lar, leva sempre a palavra suave na contrariedade, no trabalho, leva o bom exemplo na conduta perante dificuldades, na vida, enfim, escolhe sempre o sentido do amor! As adversidades e contrariedades vão estar presentes, dia após dia, mas a tua escolha no sentido do amor, há-de trazer-te a paz de espírito, seja qual for a conjuntura exterior. Mais do que as tuas palavras de conhecimento que já adquiriste, essa conduta será exemplo saudável aos demais que, desesperados e descontrolados, te observam, nos seus momentos de lucidez. Esses momentos são de fundamental importância para a mudança de cada um que se propõe à aventura do crescimento. A paz de espírito é a conquista mais bela do homem que já começa a entender a Divindade: conhece as leis, pratica-as e confia. A paz de espírito e a serenidade aguarda-vos no futuro do vosso aprimoramento.
Psicografada em 2017/12/08

sábado, 9 de dezembro de 2017

Seja feita a Tua vontade


Quão simples e fácil seriam as nossas vidas se sempre fosse feita a vontade do Pai! Quanto desassossego serenado, quantas buscas com encontros, quantas dúvidas com certezas, quantos passos confiantes. O nosso livre arbítrio deveria pautar-se por uma única vontade: fazer a vontade do Pai. Se assim fosse, à nossa volta, tudo estaria integrado com as leis universais e grandes transformações operaríamos na serenidade da nossa vontade de confiar no Pai. Enquanto não entendermos esta forma de exercermos o nosso livre arbítrio, no recanto mais íntimo da nossa essência, iremos experienciar a bondade do Pai que sabiamente nos mostra que o caminho trilhado ainda carece de correcção, porque as nossas vontades ainda carecem de reflexão.

Psicografada em 2017/12/08

Onde fores



Onde fores, leva um pouco de luz!

Onde fores, leva um pouco de paz!

Onde fores, leva um toque de harmonia!

Onde fores, leva um sorriso de felicidade!

Quantos ambientes podem usufruir do que levas e do que lá deixas! Sim, deixa um pouco de luz, de paz, de harmonia e de felicidade, pois, esse ambiente ficará melhor e tu não retornas mais vazio, muito pelo contrário! Retornas mais reforçado no teu íntimo, por sentires que foste instrumento Divino e todo o teu ser recupera e reequilibra das tuas desarmonias que precisam ainda ser trabalhadas, provenientes dos tempos idos, onde, quando ías, levavas em ti outros propósitos dos quais hoje não te agradarias e pretendes resgatar.
Psicografada em 2017/12/01

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Fragilidade Espiritual


A falta de consciência, a pequenez moral e a visão turva e distorcida dos desígnios maiores, faz de nós, frágeis espíritos. A nossa inocência e visão quase infantil de Deus, faz-nos ter interpretações equivocadas como, “Deus escreve direito por linhas tortas”. Deus escreve perfeito em linhas perfeitas. O nosso viés na visão e entendimento dessas linhas da Divina providência, dá-nos o grau de imaturidade espiritual que experienciamos e mostra-nos que facilmente fazemos juizos equivocados de tudo o que nos rodeia. Enquanto não abrirmos os nossos corações e expandirmos as nossas mentes ao conhecimento e entendimento da verdade, irão surgir nos nossos caminhos os obstáculos necessários à abertura das portas indispensáveis ao burilamento interno que nos auxiliará a integrar a mensagem de amor no nosso coração, mente e espírito. A partir daí, estamos no primeiro passo de expansão da nossa consciência, fazendo parte da célula que pulsa no Universo. Até lá, iremos encontrar todos os impulsionadores que nos orientam no sentido do entendimento maior, sejam eles, pessoas, situações, doenças, conjunturas pessoais e familiares, tudo, na vida do dia a dia, cuidadosamente desenhado pelo amor do Pai, para a nossa iluminação no acordar deste sono Terreno.
Psicografada em 2017/12/01

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Ao Serviço


Alegremo-nos devotados ao serviço confiado pelo Pai.

Seja onde for, todos somos chamados ao cumprimento do dever de servir. Nenhuma vida é vazia e desprovida de significado. Apenas quem se liberta do egoismo fica momentaneamente insatisfeito por sentir a vida sem significado. Esse é o primeiro passo no caminho do altruismo e da fraternidade, onde a vida é subitamente preenchida no serviço ao próximo e, portanto, plena de significado, enriquecimento e gratidão.

A vontade de servir é a força motriz ao leme da embarcação que, sejam quais forem as águas que encontre, persevera firme na rota definida.

Quando encontrares irmãos infelizes e deprimidos, que se julgam sem vontade de actuar e sem significância para as suas vidas, recorda-lhes que têm uma grande vontade de não fazer nada! Só precisam dessa grande vontade para fazer algo. O motivo da inversão é o entendimento do vazio do egoismo em troca pelo peenchimento do altruismo. O serviço une-nos num único propósito: servir! Servir sempre: em actos, palavras ou pensamentos, servir sempre! É a cura da depressão, da ansiedade, do vazio interior, do egoismo nas suas múltiplas faces.
Psicografada em 2017/11/24

domingo, 19 de novembro de 2017

Momentos de Felicidade


A felicidade também é desse mundo. Se já pode ser entendida, já pode ser vislumbrada. A verdadeira felicidade é serena e preenche a alma com uma energia tão sublime que é difícil de entender para quem apenas a entende como a exteriorização da alegria e euforia. A felicidade encontra-se subtilmente ancorada às pequenas coisas da vida, imperceptível aos mais distraídos, porém, já ao alcance dos que têm a sensibilidade mais desperta. Felizes os que enchem o coração no silêncio da sua intimidade, quando a encontram no canto do pássaro, no bem-fazer ao irmão, na renúncia, no servir, no encontro consigo e com Deus. Sim, esse é o primeiro passo no caminho da felicidade.
Psicografada em 2017/11/17

sábado, 18 de novembro de 2017

Filhos Pródigos


Após os tormentos da ilusão, o filho pródigo à casa do Pai retorna. É o fim da ilusão, do equívoco e o início da corrigenda. O véu do engano cai para dar lugar à claridade do caminho, é nessa altura que o Pai se alegra e festeja. Somos todos filhos pródigos. Ao longo das nossas vidas, vamos fazendo retornos, em vários aspetos, na nossa caminhada. Possamos retornar muitas vezes, para alegria do Pai e para a nossa correcção constante na caminhada ascendente. Basta termos a humildade de, dia após dia, avaliarmos escolhas e condutas, sentimentos, palavras e pensamentos e, de tempos em tempos, retornar de um desengano.
Psicografada em 2017/11/17